março 12, 2013

PELA JANELA DO CARRO - São Paulo

Não é de hoje que venho sustentando esse "amor e ódio" por São Paulo. Cidade em que nasci e vivo desde sempre... Desde que iniciei minha vida profissional, tipo uns 15 anos, enfrento o mesmo problema: O TRANSITO!

Na realidade ESSE problema só existe porque existem MUITOS outros problemas por trás. 
Essa semana bati mais uma vez meu recorde, numa sexta feira após uma tarde de temporal, levei exatas 3 horas e 45 minutos em minha "pequena-longa" viagem de 19 km que separam meu trabalho de minha casa.

Qual é o problema?? A chuva?? A distancia?? A quantidade de carros nas ruas??

O GRANDE problema de nossa cidade é a falta de INFRA-ESTRUTURA, de PLANEJAMENTO URBANO e de BOA VONTADE!! As pessoas tentam se adaptar a essa grande loucura que é São Paulo, os mais endinheirados moram em locais mais estratégicos e com mais infra... Itaim, Vila Olimpia, Jardins... mas, nem por isso deixam seus lindos e caríssimos carros na garagem. O restante da população, uns 80%, vive longe de seus empregos, alguns encaram o transporte público outros preferem o conforto do carro mesmo se sujeitando a tantas horas parados no transito e à violencia...

Eu acho que eu pertenço a este último grupo... já falei aqui muitas vezes, moro em um bairro a 6 km da Catedral da Sé - centro da cidade, mas é um bairro que não tem estações de Metrô. Para eu enfrentar meus 19km de distancia todos os dias eu teria que pegar um onibus até a estação de metrô mais próxima, fazer 1 baldeação de linha para outro Metrô e depois outra baldeação para o Trêm... levando em conta que o transporte publico ainda tem muito o que melhorar em sua eficiência, juro que desanimo... 
mas, jurei para mim mesma que um dia vou tentar!! e cronometrar, é claro!!

Hoje eu estava pensando no tanto de coisas que a gente vê pela janela do carro... o tanto de gente que passa por nós... o tanto de problemas que passam por nossos olhos, as vezes a gente enxerga, outras vezes não. Hoje eu senti vontade de registrar os meus 19 km... 

Meus 19 Km - Da ponte Janio Quadros à Rua Funchal

 Av. Olavo Fontoura - onde começa meu martírio (já iniciou a instalação para a Formula Indy...todo ano um trauma para os moradores da Zona Norte!)

 Praça Campos de Bagatelle

 Av. Santos Dumont

Av. Tiradentes

 Av. Tiradentes

 Av. Prestes Maia

 Av. Prestes Maia x Viaduto Santa Efigenia

Túnel do Anhanguabaú - o 1° túnel do dia

 Fim do Túnel Anhangabaú x Praça da Bandeira

 Av. 23 de Maio x Viaduto Pedroso (hoje estava andando!!)

 Av. 23 de Maio x Viaduto São Joaquim

                                 Av. 23 de Maio x Centro Cultural (acabou a mamata... transito!)

 Av. 23 de Maio (avistando o Ibirapuera)

 Av. 23 de Maio x Viaduto Tutóia

 em direção ao Túnel Ayrton Senna

 Túnel Ayrton Senna (2° túnel do dia)

 saindo do Túnel Ayrton Senna

 em direção ao Túnel Tribunal de Justiça (3° e último túnel da ida...)

 Túnel Tribunal de Justiça

 Av. Juscelino Kubitschek

 Av. Juscelino Kubitschek

 Rua Prof. Atílio Inocenti (retorno para atravessar a Faria Lima)

 Rua Elvira Ferraz (que bom, cruzamento fechado por causa de um semáforo que não funciona desde o temporal da sexta feira)
 Voltando para a Av. Brig. Faria Lima (mais um semáforo quebrado)

 A procura de um retorno...

 Agora sim... Faria Lima do lado correto

Rua Olimpíadas

 Rua Gomes de Carvalho (paradinha para os pedestres)

E finalmente: Rua Funchal!

Hoje meu trajeto durou 1h e 10 minutos... acreditem, até que não foi ruim... um ano atrás era possível fazer em 40 minutos. E é assim, o tempo vai passando, mais e mais pessoas vão aderindo ao transporte privado e a infra da cidade não acompanha.
Quando chove muitos semáforos deixam de funcionar, muitas ruas alagam e até os trêns param! Tudo pára...

E assim foi mais uma ida ao trabalho... quero fazer esse percurso de transporte público e registrar, será que vale a pena??

"Eu ando pelo mundo / Prestando atenção em cores / Que eu não sei o nome / Cores de Almodóvar /
Cores de Frida Kahlo / Cores!
Passeio pelo escuro / Eu presto muita atenção / No que meu irmão ouve / E como uma segunda pele /
Um calo, uma casca / Uma cápsula protetora / Ai, Eu quero chegar antes / Prá sinalizar /
O estar de cada coisa / Filtrar seus graus...
Eu ando pelo mundo / Divertindo gente / Chorando ao telefone / E vendo doer a fome /
Nos meninos que têm fome...
Pela janela do quarto  / Pela janela do carro / Pela tela, pela janela / Quem é ela? Quem é ela? /
Eu vejo tudo enquadrado / Remoto controle..." -
Adriana Calcanhoto
Um abraço, 
Daniela Prieto

Nenhum comentário:

Postar um comentário